XXII Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros
De 15 a 30 de julho de 2022
É tempo de aquilombar-se!

Notícias

O Brasil tem um prefeito quilombola

Por Joselicio Junior | Foto: Allyne Laís, em 28/07/22

Quem acredita em uma sociedade mais justa, solidária e emancipadora sabe que só o voto não é suficiente para transformar a realidade. A participação popular, o processo permanente de conscientização e organização, o enfrentamento de interesses dos poderosos fazem parte dessa dinâmica, mas sem dúvida o voto e, sobretudo,  eleger pessoas comprometidas com a maioria e com os interesses populares é fundamental para a luta política.  Disputar o poder faz parte do processo de transformação.  

Neste sentido, é paradigmático que no nordeste goiano, em Cavalcante, cidade que compõe o Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga, maior comunidade quilombola do País, tenha pela primeira vez da sua história um prefeito quilombola. Eleito em 2020, Vilmar Souza Costa, 42, é natural de Cavalcante morador da Comunidade Kalunga Vão do Moleque. É formado no Curso de Licenciatura em Educação do Campo pela UnB - área de Habilitação Ciências da Natureza, Especializou em Matemática também pela UnB. Foi presidente da Associação Quilombo Kalunga, é membro da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas – CONAQ.

Segundo o IBGE a população  de Cavalcante é estimada em 9.740 habitantes, sendo sua ampla maioria quilombolas. Sua origem remonta a 1736, quando o garimpeiro Julião Cavalcante e seus companheiros chegaram à região em busca de novas minas de ouro. A notícia da descoberta de imensa mina de ouro de grande profundidade à margem do córrego Lava Pés, na serra da Cavalhada, atraiu numerosos aventureiros dos mais distantes rincões, iniciando-se o povoado com o nome de Cavalcante, em homenagem ao fundador e colonizador. (fonte: site da Prefeitura)    

Na roda de prosa “Permanecer Kalunga: a luta de um povo em busca da sustentabilidade por meio de projetos culturais” no XXII Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, o Prefeito, acompanhado  da sua  equipe  da Secretaria de Educação,  trouxe um pouco dos desafios enfrentados, do processo de construção coletiva da proposta de governo, os desafios orçamentários, o não reconhecimento e preconceito de parte da elite local, os desafios para o desenvolvimento local para que a população mais jovem permaneça na cidade, mas sobretudo o orgulho de representar o seu povo. 

Sem dúvida, Vilmar Kalunga nos inspira, sua representatividade negra, popular, quilombola  nos mobiliza, nos convoca  a seguir na luta e se aquilombar!