Notícias

Vozes ancestrais na Aldeia Multiétnica

Por Sinvaline Pinheiro | Foto: Leo Bahia, em 10/07/23

Estar na Aldeia Multiétnica em plena Chapada dos Veadeiros, em sintonia com a natureza, apreciando cantos, danças, e rituais únicos de povos indígenas dos recantos do Brasil, é como habitar em um outro universo de aprendizagem, magia e muita sabedoria.

Então, os povos indígenas, mesmo com costumes diferentes, têm em comum o respeito incondicional à natureza. E essas vozes diferenciadas na língua e gestos, despertam para uma consciência real, traduzida em recados ancestrais:

- Criança é parte mais importante do processo familiar porque representa o futuro da nação; 

- Os velhos sabem mais porque viveram muito e por isso devemos aprender com eles; 

-  As matas, flores e insetos devem ser respeitados para garantir o futuro do planeta;

 - Pessoas devem falar pouco e ouvir mais; 

- Nudez não é falta de vergonha e sim liberdade;

 - Homem e mulher devem saber lutar,  alimentar e serem fortes;

 -As florestas guardam grandes farmácias; 

- Tudo na vida deve ser pensado e projetado em consenso com a tribo;

- Escola deve ensinar a ser feliz e não a ganhar dinheiro; 

- Que o homem não morre mas se transforma em algo eterno passando a fazer parte do universo cósmico.

E assim na Aldeia Multiétnica as vozes ancestrais marcam um tempo de paz.