XXII Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros
De 15 a 30 de julho de 2022
É tempo de aquilombar-se!

Notícias

Fiota: uma filósofa Kalunga

Por Sinvaline Pinheiro | Foto: Rafael Camargo, em 01/08/22

Quem circula nos eventos entre Cavalcante e Alto Paraiso já tem familiar a figura de Fiota Kalunga distribuindo suas raízes, doces, sementes e muita alegria.

Participa de todas edições do Enconto de Culturas Tradicionais desde o início. É uma das melhores dançadeiras de Sussa, uma dança tradicional da Comunidade do Sítio Histórico Kalunga. Fiota é só alegria.

Deuzanir Francisca da Conceição nasceu no território Kalunga, no Vão de Almas. Só conheceu a cidade de Cavalcante aos 14 anos de idade.

O acesso é dificil, mas no passado muito pior, pois era um grande desafio chegar até à "rodage", estrada, segundo ela. Ainda sente muito a perda do pai que morreu ao cair do cavalo indo para a cidade.

- O cavalo entropeçou, meu pai caiu e rumou a barriga na cabeça da sela e furou a tripa e morreu sem ricurso...(chora)

Desde os seis anos de idade trabalha no serviço pesado na roça como capinar, roçar e colher. Essas tarefas lhe são bem familiares.

Para distrair o cansaço aprendeu trabalhar cantando.

A diversão se fazia com a reunião dos vizinhos e parentes para mutirões, rezas e danças. As  festividades religiosas marcam o encontro dos Kalungas, reafirmando a fé católica, amizades e namoros.

Aos 13 anos de idade Fiota se aproximou de um rapaz e começaram troca de olhares até que ele pediu para namorar. O namoro foi mais "achegado" segundo ela, e logo engravidou. 

Criou coragem e foi até ao pai: Papai, Déi buliu comigo...

O pai baixou acabeça e chamou o vizinho:

-Ocê vai casar cum minha fia agora!

Durou pouco a convivência pois Fiota não se adaptou e achou que ele tinha caso com outra mulher. Então voltou para a casa dos pais, grávida de quatro meses.

Um primo antigo que sempre gostou dela, observava de longe e resolveu chegar:

- Fiota ocê qué morar mais eu?

-...Mas Calixto será que ocê vai aceitar meu fio cumo seu?

- Craro, seu fio será cuma se fossi meu mermo...

E assim se juntaram e estão há 33 anos juntos. Finalizando essa conversa aparece Calixto e ela diz:

- Esse é meu marido!

Ele sorri com os olhos brilhando e a abraça..

- Minha neguinha...

Fiota segue firme no propósito de divulgar o que sabe, vender os produtos, ajudar a família e ser feliz. 

Não estudou mas sabe negociar e explicar sobre tudo, uma filósofa Kalunga.