XX Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros
De 25 de Julho a 23 de Agosto de 2020

Notícias

Cinema de rua como ferramenta educacional

Espalhar cultura país afora é a ideia do grupo Circo Teatro Atitude. Caindo na estrada, os irmãos Saúde, como são chamados os gêmeos Ruiberdan e Ankomarcio, adaptaram uma espécie de furgão para levar cinema aos rincões do Brasil. Nesse espírito, exibiram na sexta-feira, 28 de julho, na Praça do Artesão, na vila de São Jorge, animações de artistas brasileiros com temáticas relacionadas à natureza e à boa convivência humana, além de aspectos da cultura nacional. Os mais de 50 telespectadores também tiveram oportunidade de ver uma apresentação teatral na sequência.

Retratando a cultura popular brasileira e tocando em temas como os idosos e nossos animais, os vídeos foram muito bem recebidos pelo público. Algumas crianças da vila estavam presentes e tiveram a oportunidade de assistir aos curtas. De acordo com Ruiberdan Saúde, um dos coordenadores do projeto, o grupo está na estrada há oito anos, passando por todos os estados do País. Neste processo, cidades que nem luz têm fazem parte do roteiro. Eles chamam as comunidades locais pela rádio embutida na caminhonete, passando suas mensagens e valorizando os artistas nacionais nas praças públicas de pequenos municípios. 

“Como a maioria das cidades de interior não tem cinema, a televisão é muito presente, mas suas programações não são tão atraentes e educativas. Então, além das pessoas terem acesso ao cinema, podem ver também um trabalho diferente. Identificar nosso país por meio dessa arte. O cinema de rua é fundamental e está cada vez mais em crescimento. Fora que não é dessa indústria capitalista que temos no mercado de grandes cinemas de shoppings. A arte do cinema é quebrar esse lance de grandes produções e mostrar a nossa realidade, que é muito mais importante”, afirmou.

O projeto é patrocinado pela Funarte e pelo Ministério da Cultura, através do Prêmio Carequinha, de 2016. Também promove oficinas e apresentações teatrais. Após muitas viagens feitas sem recursos, hoje o grupo tem vários apoios e audiência por seu trabalho. Vida longa ao Circo Teatro Artetude!